-Posts Recentes

- Carta ao Doutor Garcia Pe...

- " E dizemos uma flor foi ...

- Carta ao Dr. João Bosco M...

- A Questão do Aborto

- A Propósito do Plenário S...

- Votação no dia 24/01 de 2...

-Arquivos

- Junho 2007

- Fevereiro 2007

- Janeiro 2007

Quinta-feira, 7 de Junho de 2007

Carta ao Doutor Garcia Pereira, candidato à Câmara Municipal de Lisboa

Do Arquipélago dos Açores para a Grande Lisboa.


Carta ao Doutor Garcia Pereira, candidato à Câmara Municipal de Lisboa.


A árvore, o arbusto, a flor do campo, são riqueza maior também para a cidade.
O progresso e o bem-estar para os habitantes da cidade são também uma riqueza para os habitantes do campo.

Sem as árvores, os arbustos e as flores do campo, não há água cristalina nem ar puro.
Destruir as árvores, os arbustos e as flores do campo, é rarefazer e inquinar a água. Destruir as árvores, os arbustos e as flores do campo, é não renovar o ar para todos.
Sem a alta concentração de recursos que uma cidade proporciona os problemas avolumam-se sem resposta satisfatória não só para os que dão corpo à cidade como para aqueles que só na cidade podem encontrar o que só lá pode efectivamente acontecer.

Destruir a vida na cidade é impedir que o corpo social encontre os meios necessários para que também a vida fora dela não colapse anulando em ambas as faces as suas distintas possibilidades de desenvolvimento.

O campo sem progresso expulsa os que nele vivem em pujantes levas de desespero a assolar a cidade.

Uma cidade sem qualidade de vida expulsa citadinos conspurcando os campos com as malversões que os forçaram a sair

Não vivo em Lisboa. Não vivo sequer na cidade. Vivo no campo conspurcado por citadinos exercendo sempre que podem sobre quem tomam por mais fracos a prepotência que não souberam no seu terreno afrontar com coragem e inteligência.

Não vivo em Lisboa mas alegra-me que haja quem na cidade e para a cidade saiba equacionar

um programa lógico, um programa prático, um programa simples, um programa suportado por uma teoria abrangente, precisa, explícita, procurando relacionar causa e efeito, problema e resolução de problema, de modo a poder tudo ser aferido e comprovado por quem quer que o queira e quando e sempre que o queira.

Alegra-me haver quem tenha o senso, a coragem, e a nobreza de carácter de querer o que quer o Doutor Garcia Pereira para a cidade de Lisboa e para o país.

 

Os meus cumprimentos ao Doutor Garcia Pereira.

O meu mais sincero desejo para que não seja mais uma vez silenciada a sua voz nem lhe seja recusado o direito constitucional de cobertura mediática que aos outros candidatos é proporcionada.

Obrigado,

Pedro Albergaria Leite Pacheco




1 de Junho de 2007,

S.Miguel, Açores.

 

Publicado Por prospectar-perspectivar às 08:50
Link do Post | Comentar | Adicionar Aos Favoritos
|

-Mais Sobre Mim

-Pesquisar Neste Blog

 

-Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

-Links

blogs SAPO

-subscrever feeds